Netflix vai diminuir qualidade no Brasil

25 de Março de 2020

O serviço de Streaming Netflix declarou que vai diminuir a qualidade de transmissão dos vídeos durante o período de quarentena causado pela pandemia do Coronavírus. A decisão foi tomada por conta do aumento significativo no uso da internet nesse período

De acordo com a assessoria da empresa, a mudança deve ser implementada em todo o território brasileiro em até dois dias. Na União Europeia, onde a doença está em um estado mais crítico, autoridades já haviam feito um apelo a plataformas de streaming para que contribuíssem para manter a estabilidade das redes de internet do bloco. A Netflix atendeu ao apelo.

"Imediatamente nós desenvolvemos, testamos e implantamos uma maneira de reduzir o tráfego da Netflix nas redes em 25% -começando pela Itália e Espanha, que estavam experimentando o maior impacto. Dentro de 48 horas, atingimos essa meta, então passamos a implantar este procedimento no resto da Europa e no Reino Unido", comunicou o vice presidente de entrega de conteúdo da Netflix, Ken Florance, em comunicado.

"Em circunstâncias normais, temos muitos (às vezes dezenas) de pedidos de exibição diferentes para um único título em cada uma das resoluções disponíveis. O que fizemos na Europa, pelos próximos 30 dias, foi simplesmente remover as frequências mais altas de exibição em cada categoria", explica o comunicado. "Se você estiver particularmente sintonizado com uma qualidade de vídeo específica, poderá notar uma ligeira diminuição na qualidade em cada resolução."

A Netflix com essas medidas, que inicialmente serão válidas para todo o território nacional durante 30 dias, pretende reduzir o seu tráfego de internet em 25%. A Netflix se junta a outras plataformas que já haviam anunciado medidas para auxiliar na estabilidade das redes de internet do país, tais como a Globoplay, que adotou uma política semelhante para o período da quarentena, e também como o serviço de aluguel de filmes e séries Looke. O Facebook foi outro serviço que optou por diminuiu a qualidade de vídeo na América Latina para combater o congestionamento.

Comente e compartilhe