Apple planeja dois novos chips e o retorno do MagSafe em futuros Macs, diz site

19 de Maio de 2021

A Apple estaria planejando o retorno do conector MagSafe e deve trazer dois novos chips ARM em gerações futuras de Macs e MacBooks. É o que diz o analista Mark Gurman no site Bloomberg. De acordo com a publicação, a Apple estaria trabalhando em processadores próprios ainda mais poderosos que o M1, o primeiro da marca após a substituição das CPUs Intel. A ideia é entregar maior desempenho e oferecer uma opção de chip com maior foco em gráficos. Por enquanto, não há confirmação por parte da Apple e tampouco previsão para a chegada das novidades ao mercado.

O novo processador Apple Silicon, sucessor do M1, deve chegar em duas versões com codinomes “Jade C-Chop” e “Jade C-Die", de acordo com o Bloomberg. Ambos os componentes teriam oito núcleos focados em alto desempenho para tarefas mais pesadas e dois núcleos voltados para maior eficiência energética, sendo utilizados em tarefas simples como edição de texto, por exemplo.

Além disso, os componentes teriam diferenças nos gráficos, com opções de 16 ou 32 núcleos específicos para tarefas como edição de vídeo e imagem, além de jogos. Como comparação, o M1 tem quatro, quatro e oito núcleos respectivamente.

De acordo com Mark Gurman, os novos chips também teriam suporte para até 64 GB de memória, contra os 16 GB do Apple M1, além de atualização do recurso “Neural Engine”, próprio para Machine Learning.

De acordo com o que as fontes ouvidas por Gurman, esses novos chips estariam presentes em um próximo MacBook Pro de “baixo custo” e em um futuro MacBook Air redesenhado. A Apple também estaria trabalhando em uma versão maior do iMac, além de novas edições da workstation Mac Pro e do Mac Mini.

Um rumor veiculado na semana passada já indicava que um redesign no MacBook Air, estaria no radar da Apple, e que o portátil seria apresentado ao público com sete cores diferentes e um possível chip M2.

Além do carregador magnético MagSafe de volta, os novos MacBooks Pro teriam também o retorno das entradas para cartão microSD e cabo HDMI, além de tela de 14 ou 16 polegadas, com lançamento esperado para o próximo verão no Hemisfério Norte – ou seja, nosso Inverno. A possível volta do leitor de cartões microSD deve agradar especialmente aos profissionais da área de fotografia e edição de vídeo, para transferências mais rápidas de mídia.

Comente e compartilhe