8ª temporada de The Walking Dead chega ao fim com reviravolta

16 de Abril de 2018 | Camila Costa

Quem vem acompanhando The Walking Dead durante a última temporada, sabe que o cenário não tem sido favorável para Rick (Andrew Lincoln) e o resto do grupo. O surgimento do vilão Negan (Jeffrey Dean Morgan) resultou na morte de vários personagens queridos pelos fãs e em uma guerra entre os sobreviventes. Entretanto, o desdobramento do episódio de ontem (15) surpreendeu muitos fãs.

A temporada foi marcada por um jogo de gato e rato entre o grupo de sobreviventes liderado por Rick e os Salvadores, de Negan. Os combates foram sangrentos, as mortes incontáveis e a humanidade de cada personagem questionada constantemente. Negan instalou um reino de terror, chantageando e ameaçando dia após dia centenas de pessoas para seu benefício e satisfação pessoais.

No último episódio da temporada, apresentado ontem pela Fox no Brasil, Eugene (Josh McDermitt) foi o nome da reviravolta. Com conhecimentos bélicos, o personagem, antes pertencente ao grupo de Rick, havia se deslocado para o lado de Negan em busca de uma vida mais confortável. Em troca, Eugene realizou a produção de munição para o vilão, conquista que permitiria uma soberania ainda maior para Negan e seus Salvadores.

Entretanto, o que o vilão não esperava era que tudo não passava de um plano de Eugene. Surpreendendo muitos fãs, o personagem desenvolveu munições sabotadas - que explodiram nas mãos dos Salvadores. Essa falha permitiu o ataque do grupo de Rick e o domínio sobre Negan. Mas, após tudo isso, de forma surpreendente até mesmo para os personagens da série, Rick decidiu não matar o vilão.

Desde a morte do filho Carl (Chandler Riggs), há alguns episódios, Rick havia sido apresentado como um personagem muito perturbado. Entretanto, esse episódio serviu como momento de reflexão do protagonista sobre sua humanidade. Inspirado pela memória e esperança do filho, Rick resolveu parar com a destruição e focar na misericórdia e na reconstrução da sociedade.

O personagem decidiu deixar Negan preso em uma cela, como forma de punição eterna. Entretanto, a decisão de poupar a vida do vilão não foi bem aceita por alguns personagens, como Maggie (Lauren Cohen) e Daryl (Norman Reedus). Ficou claro que a escolha de Rick pode desencadear uma batalha interna entre os personagens originais da série.

Segundo Scott Gimple, showrunner da série, “A 9ª temporada será, de várias formas, um mundo novo e uma nova série.”. Agora, basta saber como o enredo será desenvolvido na próxima temporada. Ainda sem data específica, a 9ª temporada de The Walking Dead estreia no fim do ano.



Comente e compartilhe